A eficácia das terapias alternativas no combate a dor nas costas

Maior eficácia e segurança na cirurgia para hérnia de disco
13 de November de 2019
Tratamento conservador para as dores na coluna
18 de November de 2019
Mostrar todos

Desde 2017  quando Colégio Médico Americano, a maior associação médica dos Estados Unidos, apresentou novas diretrizes para o tratamento das dores na base das costas, a chamada lombalgia, assistimos o avanço e inclusão de diversas novas terapias alternativas para tratar o problema, colocando o uso de medicação em segundo plano.

.

Não que a medicação a partir de agora seja totalmente desnecessária, já que em muitos casos o recurso a analgésicos é fundamental, em paralelo com as outras terapias, segundo especialistas.

.

Em uma situação real de atendimento, segundo especialista, o paciente ao chegar com queixa de dor lombar forte, não será indicado a fazer exclusivamente terapias alternativas. Não é assim que funciona no dia-a-dia, segundo ele. Até porque o paciente não quer apenas eliminar a dor. Ele quer voltar ao trabalho, voltar para a sua rotina diária, quer uma solução!

.

Então nestes casos, é indicado analgésico, anti-inflamatório, mas não como tratamento único e definitivo. A medicação é fundamental, neste primeiro momento. A casa está pegando fogo, a gente vai apagar o incêndio e depois vai trocar as madeiras – defende Jorge Schreiner. Após essa fase inicial, a associação de um plano terapêutico que combine métodos como acupuntura, quiropraxia, fisioterapia, RPG, terapia manual, torna-se ferramenta fundamental no resgate e recuperação da qualidade de vida destes pacientes que convivem com a dor.

.

Hoje ainda se trata muito o sintoma e não a causa do problema. O remédio age combatendo o sintoma. Enquanto isso, a causa continua gerando o ciclo de dor, medicação, alívio, dor. Sem atacar a causa, o ciclo não tem fim, levando o paciente a acreditar que está bem, negligenciando o problema, enquanto ele se agrava ainda mais, até se tornar crônico.

.

As novas diretrizes do Colégio Médico Americano objetivam  dar um basta a essa atitude. Ao colocarem atividades físicas e associação de outras terapias como melhor forma de lidar com a dor, mostram que a solução dependerá cada vez mais da própria atitude e novo comportamento do paciente, em relação ao bom uso dos remédios. Adotando cada vez mais terapias, exercícios orientados e novas práticas saudáveis no dia-a-dia e menos medicamentos em busca da solução definitiva.

.

A Clínica Coluna Porto Alegre, Centro de prevenção e tratamento, trabalha desde 2016 com “PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR ESPECÍFICO PARA PACIENTES COM HÉRNIA LOMBAR”. Programa que associa terapias complementares como RPG, acupuntura, massagem, quiropraxia, fisioterapia, nutrição, e que juntas irão atuar no resgate da qualidade de vida do paciente e melhora do quadro de dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *