ALIMENTAÇÃO ARTIFICIAL É PREJUDICIAL PARA CRIANÇAS EM CUIDADOS INTENSIVOS

12,6 MILHÕES DE PESSOAS MORREM TODO ANO DEVIDO A AMBIENTES INSALUBRES
28 de March de 2016
ALTERAÇÕES DO DISCO ADJACENTE À ARTRODESE DA COLUNA VDRTEBRAL
28 de March de 2016
Mostrar todos

ALIMENTAÇÃO ARTIFICIAL É PREJUDICIAL PARA CRIANÇAS EM CUIDADOS INTENSIVOS

Crianças em cuidados intensivos que recebem pouca ou nenhuma nutrição artificial se recuperam mais rapidamente, segundo um estudo internacional publicado na revista “New England Journal of Medicine”.
A equipe de pesquisa liderada por cientistas em KU Leuven, Bélgica, conduziram um estudo randomizado, controlado, envolvendo 1.440 crianças criticamente enfermas. Eles avaliaram se o jejum ou receber quantidades muito pequenas de alimentação durante a primeira semana na unidade de terapia intensiva pediátrica era melhor para as crianças do que receber alimentação completa por via IV. Os resultados mostraram que a prática atual de alimentar crianças em um estágio inicial não contribui para a sua recuperação.
“Pelo contrário, crianças que haviam desenvolvido uma deficiência nutricional por não receber alimentação alguma ou muito pouca tinham menos infecções, menos falência de órgãos e uma recuperação mais rápida comparadas às crianças que foram alimentadas por via IV. O efeito foi observado em todas as crianças, independentemente do tipo de doença, da idade da criança ou do hospital onde estavam internadas”, disse o autor principal Greet Van den Berghe do Hospital Universitário Leuven. Os autores comentaram ser possível esperar que esses achados mudem o tratamento intensivo pediátrico em todo o mundo.

Agende consulta com médico especialista e acabe com a sua dor. Clínica da Coluna Protrauma | Dr. Jorge Schreiner |Dr. Lucas C. Zanetti (51) 3325.2121

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *