DOR LOMBAR | SINTOMAS,TRATAMENTO E PREVENÇÃO

CEFALÉIA TENSIONAL ACOMETE 90% DA POPULAÇÃO
22 de June de 2016
PERDA DE PESO SAUDÁVEL | Clínica Protrauma
22 de June de 2016
Mostrar todos

DOR LOMBAR | SINTOMAS,TRATAMENTO E PREVENÇÃO

DOR LOMBAR

Suas costas são feitas de ossos (as vértebras ou coluna vertebral, que protege a sua medula espinhal) e os músculos. As vértebras são empilhadas como blocos. A medula espinhal passa pelo meio das vértebras e entre os nervos vertebrais, que se estendem da medula espinhal à esquerda e à direita. Os discos estão entre as vértebras e formam amortecedores de impacto esponjosos entre cada osso. Várias camadas de músculo cobrem as costas, os ligamentos e os tendões suportam as vértebras, suportando a postura e dando flexibilidade ao corpo. A dor nas costas pode ser provocada por problemas com os músculos, os ossos ou os nervos nas costas.
CAUSAS DE DOR LOMBAR E SINTOMAS
Frequentemente, a causa da dor nas costas é desconhecida. A dor nas costas pode ser provocada por uma tensão do músculo. Esse tipo de dor nas costas pode variar. Pode ser constante ou pontual e pode piorar ao sentar, levantar, andar ou fazer outro movimento. Deitar, frequentemente ajuda. A dor muscular não se estende pelas suas pernas em direção ao pé.
As vezes, o disco pode se mover, pressionando o nervo que existe entre as vértebras. Os sinais de um nervo comprimido pode incluir dor que se irradia pela sua perna, dormência ou formigamento. Mais raramente, pode provocar problemas com o controle do intestino ou da bexiga. Os sinais de doença subjacente, que exije atenção médica imediata, são dor nas costas acompanhada de perda de peso ou febre inexplicadas.
Artrite ou degeneração da vértebra óssea também pode causar dor nas costas.

DIAGNÓSTICO
A maioria da dores nas costas não são complicadas e são autolimitadas. Se sua dor não melhorar em poucos dias ou semanas, se apresentar febre ou perda de peso ou se tiver sinais de envolvimento de nervo, procure seu médico. Histórico médico e exame físico permitirão que o médico faça as recomendações para o tratamento adequado. Não recomenda-se diagnóstico por imagens (raios-X, imagem por ressonância magnética [IRM], ou tomografia computadorizada [TC]) para dor lombar não complicada. O diagnóstico por imagem é usado se houver um trauma, evidência de envolvimento de nervo, algumas vezes para pessoas com mais de 70 anos de idade ou se os sintomas forem muito prolongados. Também é usado se o médico suspeitar de outra doença, como infecção ou câncer.

TRATAMENTO
Muitos tratamentos são disponíveis para dor lombar. Exercícios frequentes e fisioterapia podem ajudar. Algumas pessoas são beneficiadas por quiropraxia ou acupuntura. As vezes, medicações são necessárias, como analgésicos ou medicações que reduzem a inflamação. Cirurgia geralmente é desnecessária, mas pode ser considerada se outras terapias falharem.

PREVENÇÃO
Exercícios e boa postura podem manter a boa saúde das costas. As costas e os músculos abdominais funcionam para manter a postura e precisam ser exercitados. É importante usar a técnica apropriada em atividades árduas, como levantamento de objetos pesados ou remoção de neve. A técnica consiste em dobrar os joelhos para usar suas pernas e nádegas, bem como as costas, para levantar e virar seu corpo inteiro ao invés de virar apenas suas costas.

SERVIÇO DA CIRURGIA DA COLUNA PROTRAUMA. No serviço de Cirurgia da Coluna da Clínica Protrauma em Porto Alegre, se faz esse tipo de abordagem preconizado no ensaio acima, dando-se ênfase no tratamento fisioterapêutico associado a exercícios físicos específicos elaborados para especialmente para cada paciente, porque cada paciente é um paciente único, com necessidades pessoais.

Agende consulta com especialista e dê um fim para a sua dor! Clínica Protrauma. Dr. Jorge Schreiner | especialista em coluna (51) 3325.2121

 

 

Referências
Agency for Healthcare Research and Quality, American College of Physicians, National Institute of Neurological Disorders and Stroke, American Academy of Orthopaedic Surgeons. Chou R, Qaseem A, Owens DK, et al. Diagnostic imaging for low back pain: advice for high-value health care from the American College of Physicians. Ann Intern Med. 2011;154(3):181-189. Chou R, Qaseem A, Snow V, et al. Diagnosis and treatment of low back pain: a joint clinical practice guideline from the American College of Physicians and the American Pain Society. Ann Intern Med. 2007;147(7):478-491.
Agency for Healthcare Research and Quality
www.guidelines.gov/content.aspx?id=35145
American College of Physicians
www.acponline.org/clinical_informati…/guidelines/guidelines/
National Institute of Neurological Disorders and Stroke
www.ninds.nih.gov/disorders/backpain/detail_backpain.htm
American Academy of Orthopaedic Surgeons
orthoinfo.aaos.org/topic.cfm?topic=a00311

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *