Importância do trabalho conjunto do ortopedista, nutricionista, fisioterapeuta e educador físico.

NOTALGIA PARESTÉSICA,O DIFÍCIL DIAGNÓSTICO
28 de March de 2016
CUIDADOS NA CARGA IMPOSTA PELA MOCHILA ESCOLAR AOS ESTUDANTES NESSE INÍCIO DE ANO ESCOLAR
28 de March de 2016
Mostrar todos

Importância do trabalho conjunto do ortopedista, nutricionista, fisioterapeuta e educador físico.

Importância do trabalho conjunto do ortopedista, nutricionista, fisioterapeuta e educador físico…

A obesidade é uma doença crônica, multifatorial e pode ser considerada epidêmica. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2005 havia em todo o mundo aproximadamente 1,6 bilhões de adultos e 20 milhões de menores de cinco anos com sobrepeso, além de pelo menos 400 milhões de adultos obesos. A OMS calcula que em 2015 haverá aproximadamente 2,3 bilhões de adultos com sobrepeso e mais de 700 milhões com obesidade.
O excesso de peso afeta praticamente todo o organismo, podendo levar a inúmeras complicações, entre elas doenças ortopédicas degenerativas e da coluna vertebral.
A distribuição da gordura corporal, central ou periférica, interfere diretamente no alinhamento corporal do paciente obeso, promovendo uma sobrecarga e predispondo ao aparecimento de desvios posturais. Sob a influência desse desequilíbrio biomecânico causado pelo acúmulo de tecido adiposo no abdômen (gordura central) ainda pode ocorrer uma hipotrofia muscular, associada ao atraso da ativação dos músculos estabilizadores da coluna, contribuindo, assim, para o aparecimento da instabilidade lombar no indivíduo obeso. Pensando nessas alterações em obesos é válido o pensamento de que pode haver alterações no equilíbrio sagital destes pacientes. Principalmente porque ainda é um tema desconhecido para a grande maioria dos médicos ortopedistas e até mesmo para especialistas nas patologias da coluna.
O estudo do equilíbrio sagital espinopélvico entrou em voga através de estudos das patologias que cursavam com deformidades da coluna vertebral. Atualmente continua sendo um tema complexo e seu estudo foi estendido para doenças degenerativas bem como para prevenção de patologias futuras na coluna.
Apesar do alinhamento da coluna vertebral ter sido, durante muitos anos, avaliado apenas no plano coronal, diversas publicações destacam a importância que tem as alterações no plano sagital. Entende-se como equilíbrio sagital espinopélvico a relação entre as estruturas osteoarticulares e miofasciais do eixo coluna, pelve e membros inferiores relacionados diretamente com o balanço postural.
Há um número significativo de trabalhos relacionando obesidade a diversas doenças, no entanto, poucos são os trabalhos que contemplam alterações posturais e/ou osteo-articulares relacionadas à obesidade. Também há pouco entendimento do equilíbrio sagital e nenhum estudo específico na população.

Agende consulta com médico especialista e acabe com a sua dor. Clínica da Coluna Protrauma | Dr. Jorge Schreiner |Dr. Lucas C. Zanetti (51) 3325.2121

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *