CRIANÇAS SÃO INSUFICIENTEMENTE ATIVAS NO INVERNO

CUIDADOS NA CARGA IMPOSTA PELA MOCHILA ESCOLAR AOS ESTUDANTES NESSE INÍCIO DE ANO ESCOLAR
28 de March de 2016
ESCOLA DE COLUNA PARA PACIENTES COM LOMBALGIA: ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR
28 de March de 2016
Mostrar todos

CRIANÇAS SÃO INSUFICIENTEMENTE ATIVAS NO INVERNO

Crianças não são suficientemente ativas durante os meses de inverno, alertam pesquisadores britânicos. Segundo seu estudo publicado na revista “Medicine & Science in Sports & Exercise”, durante o inverno, as meninas não alcançam sequer a uma hora recomendada de atividade física intensiva por dia.

Cientistas da Universidade de Cambridge trabalharam em cima de dados do Estudo de coorte do milênio do Reino Unido para analisar a variação da atividade física diária durante o ano. Eles mediram os níveis de atividade física de 700 crianças com sete anos de idade durante o ano usando acelerômetros. Também foram levados em consideração fatores de influência como sexo, peso e renda familiar.

Em geral, as crianças eram menos ativas no outono e inverno do que na primavera e verão. As crianças alcançaram os níveis mais elevados de atividade em abril com 65,3 minutos por dia e os níveis mais baixos em fevereiro com 47,8 minutos. A atividade física era menor nos finais de semana do inverno e maior nos finais de semana no início do verão.

Em geral, os meninos era mais ativos do que as meninas. Apesar dos seus níveis médios de atividade física variarem mais significativamente durante o ano, eles alcançaram a atividade mínima recomendada todas as vezes. No caso das meninas, isto só aconteceu no verão.

Agende consulta com médico especialista e acabe com a sua dor. Clínica da Coluna Protrauma | Dr. Jorge Schreiner |Dr. Lucas C. Zanetti (51) 3325.2121

“Atividade física é importante para a saúde e desenvolvimento das crianças, mas muitas não fazem exercícios suficientes”, disse o autor do estudo Andrew Atkin. “As crianças precisam ter mais oportunidades para serem ativas, particularmente durante os meses de inverno e quando o clima estiver ruim”, acrescentou a autora Esther van Sluijs. O ponto chave para se tornar mais fisicamente ativo pode incluir melhor acesso a espaços internos como escolas, disse ela.

E aqui?

Na minha observação, sem ter feito trabalho científico, as crianças brasileiras, particularmente em Porto Alegre, onde exerço minha atividade, apresentam um comportamento muito passivo em relação a atividades físicas ou recreativas.

Hoje, atendendo pacientes adolescentes com deformidades na coluna vertebral, constato a dificuldade de instituir exercícios para trabalhar a musculatura que ajudem a melhorar e corrigir a postura.

Para tanto a ação dos fisioterapêutas e educadores físicos se tornam importantes para criarmos uma geração com melhor saúde da coluna vertebral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *